Dois Ouvidos são Melhores que Um

Implante Coclear Bilateral

Implante bilateral é o implante coclear em ambos os ouvidos. A Audição pelas duas orelhas, também chamada de audição binaural, tem vantagens distintas, tais como uma melhor compreensão da fala em ambientes ruídosos, melhor reconhecimento de fala e localização sonora1. Em geral, pode-se dizer que a audição "estéreo" (com duas orelhas) é menos intensa do que o "mono" audição (com uma orelha). MED-EL, pioneira em implante coclear bilateral desde 1996 tem acumulado experiência de liderança neste campo.

Implante Bilateral em Crianças
Crianças com implante são um grupo único. Ao contrário dos adultos que podem ter tido a audição e depois a perderam, crianças costumam a aprender a ouvir apenas utilizando o som do implante coclear. É de conhecimento comum que é mais difícil aprender algumas coisas com o passar do tempo - como a aprendizagem da segunda língua - e é de conhecimento que existe uma "faixa crítica " de tempo no início da vida de uma criança quando ele ou ela tem a melhor chance de fazer uso de som para o desenvolvimento da linguagem. Por exemplo, estudos têm mostrado que crianças que receberam implantes bilaterais antes dos 3 anos e meio de idade foram capazes de aproveitar ao máximo a capacidade do cérebro para aprender.2,3,4

Em um estudo anterior onde utilizavam um questionário para pais, foi descoberto que a qualidade da audição em crianças com implante bilateral é significativamente melhor. Crianças com implantes bilaterais respondem muito mais rapidamente quando estão no meio de grupos, reagem de forma mais rápida e adequadamente em situações do cotidiano e adquirirem linguagem espontânea. Além disso, o esforço auditivo é reduzido , de acordo com os pais, as crianças ficam menos cansadas depois da escola ou jardim de infância. Os pais de crianças com implantes bilaterais frequentemente relatam benefícios claros na compreensãoda fala e um aumento da confiança de seu filho em si mesmo.

Implante Bilateral em Adultos
Vantagens distintas de implante bilateral em adultos também vem sendo apresentadas. Vários estudos têm demonstrado a capacidade de localizar sons 6,7,8,9e que os adultos usuários de bilaterais têm demonstrado todos os efeitos binaural que indivíduos com audição normal desfrutam10,11,12,13 Além disso, a idade de implantação em adultos parece não ter influência sobre o desempenho do implante coclear,14 o que significa que adultos mais velhos podem também obter os mesmos benefícios que jovens adultos com implante.

A Cirurgia
A maioria dos cirurgiões concordam que o implante de um segundo dispositivo não tem diferença em relação ao implante do primeiro. As exigências para se candidatar a um segundo implante são as mesmas, os riscos cirúrgicos não devem variar, e os benefícios potenciais / limitações de um implante aplicam-se igualmente a dois implantes. Entretanto, sua equipe de implante pode ter diferentes recomendações e opiniões de acordo com a época da cirurgia. Implantes bilaterais podem ser colocados de forma simultânea ou sequencialmente, dependendo da sua decisão e a opinião do seu cirurgião.

Se você estiver considerando um implante bilateral para você ou para seu filho(a), recomendamos que você fale com o seu centro de implantes e uma equipe de implante. Eles serão capazes de ajudá-lo a estabelecer expectativas apropriadas com base na história e experiência com um implante anterior. É também muito útil conversar com outros usuários de implante bilateral, para isso criamos um site que permite se conectar, trocar experiências e conversar ao vivo com outros usuários de implantes bilaterais da MED-EL . Entre no site www.hearpeers.com

Vantagens da MED-EL
Uma variedade de características técnicas tornam o sistema de implante coclear da MED-EL especialmente adequado para implantação bilateral. Em particular, a combinação do Processamento de Estrutura Fina e especialmente o modelo de eletrodos flexíveis que permitem a inserção profunda na cóclea, fornecem aos usuários uma quantidade máxima de informação acústica. O processamento de Estrutura Fina refere-se à quantidade de informações que o implante pode oferecer ao ouvido, e como essas informações são detalhadas.

Uma pesquisa mostrou que a estrutura fina do som é a principal transportadora de informações de tempo facilitando a localização de fontes sonoras no espaço. O Processamento de Estrutura Fina representa de forma mais próxima a função da cóclea normal, e foi descoberto para beneficiar na compreensão da fala15. Outra característica inovadora é a capacidade de usar um único controle remoto FineTuner para ambos os implantes, tornando-o fácil de usar para pessoas de todas as idades. Finalmente, os acessórios auditivos permitem aos usuários de implante bilateral ouvirem sons estéreo quando estiverem escutando outros dispositivos, como um MP3 player.
  1. Laske R.D., et al., 2009. Subjective and Objective results after bilateral cochlear implantation in adults. Otol Neurotol. Vol. 30. pp.313-318
  2. Sharma, A., Dorman, M. F., Kral, A. (2005). The influence of a sensitivity period on central auditory development in children with unilateral and bilateral cochlear implants. Hearing Research, 203, 134-143.
  3. Sharma, A., Gilley, P., Martin, K., Roland, P., Bauer, P., Dorman, M. (2007). Simultaneous versus sequential bilateral implantation in young children: Effects on central auditory system development and plasticity. Audiological Medicine, 5(4), 218-223.
  4. Sharma, A., and Dorman, M. (2006). Central Auditory Development in Children with Cochlear Implants: Clinical Implications. Advances in Otorhinolaryngology. Vol 64. Basel: Karger pp 66-88.
  5. Winkler F et al., The Wurzburg questionnaire for assessing the quality of hearing in CI children (WH-CIK ). J Laryngorhinootologie. 2002 Mar:81(3):211-216.
  6. Nopp, P., Schleich, P., D’Haese, P. (2004). Sound localisation in bilateral users of MED-EL COMBI 40/40+cochlear implants. Ear and Hearing, 25, 205-214.
  7. Schoen, F., Mueller, J., Helms, J., Nopp, P. (2005). Sound localisation and sensitivity to inter-aural cues in bilateral users of the MED-EL COMBI 40/40+ cochlear implant system. Otology and Neurotology, 26, 429-437.
  8. Senn, P., Kompis, M., Vischer, M., Häusler, R. (2005). Minimum audible angle, just noticeable interaural differences and speech intelligibility with bilateral cochlear implants using clinical speech processors. Audiology and Neurotology,10, 342-352.
  9. Grantham, D., Ashmead, D., Ricketts, T., Labadie, R., Haynes, D. (2007). Horizontal-plane localisation of noise and speech signals by postlingually deafened adults fitted with bilateral cochlear implants. Ear and Hearing, 28(4),524-41.
  10. Müller, J., Schön, F., Helms, J. (2002). Speech understanding in quiet and noise in bilateral users of the MED-EL COMBI 40/40+ cochlear implant system. Ear and Hearing, 23, 198 206.
  11. Schön, F., Müller, J., Helms, J. (2002). Speech reception thresholds obtained in a symmetrical four loudspeaker arrangement from bilateral users of MED-EL cochlear implants. Otology and Neurotology, 23, 710-714.
  12. Schleich, P., Nopp, P., D’Haese, P. (2004). Head shadow, squelch and summation effects in bilateral users of the MED-EL COMBI 40/40+ cochlear implant. Ear and Hearing, 25, 197-204.
  13. Litovsky, R., Parkinson, A., Arcaroli, J,. Sammeth C. (2006). Simultaneous bilateral cochlear implantation in adults: a multicentre clinical study. Ear and Hearing, 27(6), 714-31.
  14. Noble W., et al., 2009. Younger- and Older-Age Adults with Unilateral and Bilateral Cochlear Implants: Speech and Spatial Hearing Self-Ratings and Performance. Otology & Neurotology. pp.1-9 
  15. Harnisch et al. Performance of long-time Tempo+ users is improved after switching over to the OPUS2 speech processor. Presented at the 9th European Symposium on Paediatric Cochlear Implantation, Warsaw, 2009

© 2017 MED-EL